Username Password
 
Lembrar dados?
Entrar
Registe-se
Recuperar Password
Publicidade
Membros Online
+ 0 utilizadores ( visitantes e membros)
Publicidade

Notícias

Obras urgentes no condomínio: quem paga?
terça-feira, 22 de Novembro de 2016 | 12:21   lida: 4964 vezes

Notícia
Por vezes surgem situações urgentes de reparação, em zonas comuns de um edifício de habitação, tais como derrocadas, avarias ou fugas de água, curtos circuitos, entupimento de esgotos, que, pelo facto de colocarem em perigo a saúde e integridade física dos habitantes do prédio ou condomínio, exigem uma resposta rápida.

As reparações indispensáveis e urgentes, nas partes comuns do edifício, podem ser executadas por qualquer condómino desde que se verifique a falta ou impedimento do administrador para o efeito. Importa referir que o caráter de urgência e indispensabilidade visam a reparação de um dano iminente e concreto, que carece de intervenção rápida para salvaguarda da segurança de pessoas e bens.

Cumpridos estes requisitos, o condómino que mandou executar a obra deve ser sempre ressarcido desse valor, por todos os condóminos, mediante a apresentação da respetiva fatura. Assim, numa situação de obra urgente avalie a situação em causa, verificando o perigo que pode representar para os condóminos e habitantes do edifício e, caso seja necessário, tome as medidas necessárias para evitar riscos maiores.

Notícia inserida por: Administrador
Comentar Notícia
Acesso Reservado a Membros
Insira os seus dados de acesso a membros para poder efectuar um comentário.

Caso não seja um utilizador registado!
Ao realizar o registo pode aceder a todas as áreas restrictas do site.
O registo é GRATUITO.
Comentários Comentários a esta notícia ( 1 )
Obras Urgentes
Enviado por: Jorge Santos (ROAZES)  |  6-2-2018 21:48
Foram efectuadas "Obras Urgentes" na Canalização do meu Prédio, o problemas é que a única coisa que fizeram foi retirar dois canos para que a Água circula-se de forma directa. O Problema é que bastava fechar duas torneiras para que isto fica-se feito, mas a empresa e administração pagaram mais de 600€ por este arranjo ridículo para além do valor pago por tirar apenas dois canos que nem foi preciso pedreiro, pois os canos estão à mostra.

Ou seja, um arranjo que ficaria no máximo em 100€ (Neste caso nem era preciso) pagaram 600€.



Agora pergunto, sou obrigado a pagar isto?

Posso pedir responsabilidades à empresa e à Administradora sendo este custo imputado às mesmas?
Share/Bookmark
Não existe nenhuma sondagem em curso...
Partilhe connosco alguma situação engraçada, curiosa ou estranha que tenha ocorrido no condomínio.

Porque nem tudo tem que ser aborrecido ou questões legais!
Instalação de videovigilância já não carece de autorização
Quóruns, para que vos quero?
Conhece o programa para necessidades de alojamento urgente?
Sistemas de deteção de monóxido de carbono. Para sua máxima segurança.
Inspeções ao gás obrigatórias
Administrador à força? É melhor não…
Até que valor podem os condóminos ser multados?
Vai fazer obras? Informe o administrador!
Mais transparência na liberalização do mercado da eletricidade e do gás
O perigo de não cobrar quotas
Qual é, afinal, o valor da minha casa?
Sabe ler uma planta de emergência?
Utilização e manutenção das portas corta-fogo
O B-A-BA para os pequenos condóminos
App do Dia – MyLDC
Pesquisar